A comissão Koinonia

De acordo com seus estatutos, CHARIS é “um novo único serviço para todas as expressões da Renovação Carismática” (art. 2, §1). Isto significa, particularmente, que o CHARIS serve as comunidades como a Catholic Fraternity vinha fazendo, encorajando “o apoio entre as comunidades nascidas da Renovação Carismática Católica, que visam tornar a experiência de comunidades particulares disponível para o bem de todos” (art 3e).

Em sua primeira reunião, o Serviço Internacional de Comunhão definiu os conceitos que aparecem nos Estatutos e que exigem esclarecimentos para evitar qualquer confusão.

Abaixo,  você encontra as diferentes definições.

Comunidade (às vezes também chamada de comunidade de aliança ou nova comunidade): Uma comunidade é um grupo de pessoas comprometidas em viver o mesmo carisma em uma vida fraterna estável, residencial ou não. O carisma, os direitos e deveres dos membros, o modo de governo são descritos nos estatutos (geralmente associações de fiéis) reconhecidos pela autoridade eclesiástica competente. O compromisso ou participação na comunidade pode ser por meio de um acordo ou de outras formas definidas por seus estatutos. A comunidade oferece um programa de formação para todos os seus membros e uma formação específica para seus líderes. Pode incluir diferentes estados da vida. Os estatutos prevêem uma renovação regular do governo. A missão é o carisma da comunidade. De um modo geral, uma comunidade reconhece um fundador, ou grupo de fundadores, por si só.

Uma comunidade carismática é uma comunidade cujo carisma fundador inclui essencialmente o batismo no Espírito Santo.

Uma comunidade internacional

é uma comunidade presente em diferentes países ou uma associação de comunidades autônomas em diferentes países. Todos os membros compartilham o mesmo carisma fundamental, o mesmo compromisso com o Senhor e entre si (em alguns casos, a mesma aliança), a mesma formação (mesmo para líderes), a mesma forma de governo e os mesmos compromissos da comunidade. (Exemplo Sword of the Spirit – Espada do Espírito)

Certas comunidades internacionais são reconhecidas pela Santa Sé como associações privadas dos fiéis ou como públicas. (Exemplo Comunidade Católica SHALOM)

Uma “Família de Comunidades” consiste em várias comunidades comprometidas, autogovernadas, com sua própria história e estrutura – chamadas para ser uma Família espiritual para fazer história juntos. Segundo o «Carisma da Família», eles compartilham uma identidade corporativa; em uma missão comum; em uma cultura familiar; incluindo valores comuns e um padrão semelhante de desenvolvimento comunitário. Todas as comunidades se cuidam e respeitam a liderança comum em vários níveis para coordenar o desenvolvimento da Família de acordo com o princípio da subsidiariedade. (Exemplo: Rede Europeia de Comunidades ENC)

Uma rede de comunidades é um grupo de comunidades conectadas por um relacionamento de amizade. As comunidades membros da rede permanecem totalmente independentes umas das outras sem um governo comum. Se a rede possui uma certa estrutura (presidente, comitê …), não tem autoridade sobre as comunidades membros. Para verificar se a realidade é uma rede, basta verificar se a mesma comunidade também pode pertencer a outra rede.

Qual é a proposta do CHARIS para comunidades?

1- No Serviço Internacional de Comunhão, há uma comissão dedicada às comunidades carismáticas chamada Koinonia. Esta comissão será encarregada de alimentar a comunhão entre todas as comunidades carismáticas registradas pelo CHARIS (veja abaixo). Em particular, a Koinonia organizará eventos nacionais, internacionais e continentais para as comunidades, com o objetivo de construir amizade e comunhão entre os diferentes líderes, além de oferecer-lhes oportunidades de formação contínua. Para poder servir de acordo com os estatutos, CHARIS propõe um registro para todas as comunidades que desejam participar.

2- Não há filiação para comunidades no CHARIS, mas uma possibilidade de ser registrado.

Os Estatutos do CHARIS promovem “a dimensão ecumênica da Renovação Carismática Católica” e pedem para “promover o compromisso de servir à unidade de todos os cristãos” (art. 3f). É por isso que uma Comunidade Ecumênica pode ser registrada pelo CHARIS como comunidade e não apenas como uma Sociedade Cristã, de acordo com os seguintes critérios:

As condições de inscrição para uma comunidade:

  • identificar-se como carismática,
  • viver uma vida comunitária,
  • que a comunidade proponha um compromisso que deve ser assumido pelos seus membros,
  • estarem prontos para servir a outros, comprometidos na missão da evangelização,
  • O batismo no Espírito Santo deve ser uma dimensão fundamental da vida da comunidade.

3- CHARIS compromete-se a estar em comunicação com todas as comunidades cadastradas, a fim de fornecer informações atualizadas, oferecer oportunidades de consulta e prestar assistência quando solicitado.

4- CHARIS oferecerá a todas as comunidades registradas meios para estarem em comunhão a niveis nacionais, continentais ou internacionais que serão organizadas pelo proprio CHARIS em diálogo com as comunidades participantes que estarão prontas para servir.

5- CHARIS incentiva todas as comunidades a continuarem tomando iniciativas a nível local para construir a comunhão entre outras comunidades, bem como procurar apoiar e nutrir as comunidades emergentes com um cuidado especial para as nações em desenvolvimento.

6- CHARIS reconhece a autonomia das comunidades locais e sua liberdade de desenvolver relacionamentos de apoio com outras comunidades e redes.

7- CHARIS também está desenvolvendo uma Comissão Canônica para ajudar as comunidades que querem escrever seus estatutos ou modifica-los.

8- CHARIS também abrirá uma “linha direta” para as comunidades: communities@charis.international  Se uma comunidade tem uma necessidade especial, os líderes podem escrever para esta linha direta explicando o problema e o CHARIS fornecerá a melhor ajuda possível. Isso será feito com a ajuda de outras comunidades registradas pelo CHARIS e com a experiência na área de dificuldade. Esta iniciativa segue o espírito dos Estatutos aonde diz que o CHARIS está “disponibilizando a experiência das comunidades particulares para o bem de todos” (art. 3e).

Mãos e Coração Estendido