HOMENS NOVOS: FILHOS DE DEUS!

Efésios 4,23-24: “Renovai sem cessar o sentimento da vossa alma, e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade. ”

RENOVAR O SENTIMENTO DA VOSSA ALMA

“Quem crê em Cristo torna-se filho de Deus e capacita a viver com retidão e fazer o bem” – CAT

Ser filho é fazer uma experiência de coração a coração do Pai. “A prova de que sois filhos é que Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai! Portanto já não és escravo, mas filho. E, se és filho, então também herdeiro por Deus” – Gál 4,6-7.

O batismo no Espírito Santo nos faz viver algo novo, um nascer de novo. É experiência profunda de amor que muda a mentalidade, enraíza em Cristo e renova o sentimento da nossa alma. Por Cristo, com Cristo e em Cristo! Somos filhos no Filho e é Ele próprio que nos ensina como amar o Pai:

Aceitação – aceitar a vontade do Pai, olhar para a cruz de cada dia e seguir, é o “faça-se” ou cumpra-se a tua vontade.

Docilidade – coração cheio de gratidão a Deus, é experimentar e dizer a cada situação “obrigado Senhor”. “Alegre-se o coração dos que buscam a Deus” – salmo 105,3. A alegria do Filho é fazer a vontade do Pai e a do Pai fazer com que o Filho seja glorificado. Enraíza-nos mais profundamente na filiação divina, que nos permite dizer Abba, Pai! Rom, 8:15. O lugar pleno da docilidade está na cruz.

Entrega amorosa – Ir onde o Pai quiser levar, lançar-se nas horas boas e nas horas difíceis: “Em tuas mãos entrego o meu espírito”. Viver é difícil, não há vida humana sem os desafios dos sofrimentos.

REVESTI-VOS DO HOMEM NOVO, CRIADO A IMAGEM DE DEUS, CRIADO À IMAGEM DE DEUS, EM VERDADEIRA JUSTIÇA E SANTIDADE. ”

Nós cristãos não nos sentir melhores que os outros, mas diferentes (Luc 18,9-14). A santidade é fruto da nossa união com Deus. Nós alcançamos a santidade pela abertura à graça de Deus. É um dom! “Deus nos salvou e chamou para a santidade, não em atenção às nossas obras, mas em virtude do seu desígnio, da graça que desde a eternidade nos destinou em Cristo Jesus” (II Timóteo 1, 9). É o comum da nossa vida que nos pede a santidade.

O mundo está em crise e a origem não é econômica, mas estamos em crise porque muita gente não sabe mais quem é, vivemos uma crise antropológica, crise do humano. Tem gente amando mais cachorro e gato do que o outro que está ao seu lado. A crise antropológica é crise de fé. A esse respeito escreveu o Santo João Paulo II: “O homem pode construir um mundo sem Deus, mas esse mundo acabará por voltar-se contra o mesmo homem” – (O Redentor do homem, 15) Tudo pode ser questionado, todas as certezas podem nos faltar, mas nunca esta: Deus nos ama e é mais forte do que tudo. “O nosso auxílio está no nome do Senhor que fez o céu e a terra” – salmo 123.

O dom do Amor de Deus é o Espírito Santo. Neste tempo de quaresma peçamos ao Espírito que renove a nossa mentalidade. “Que devemos fazer para sermos salvos? ” A resposta de Pedro continua nos dias atuais: Arrepender, Converter e Crer! Rm5,8: “Mas eis aqui uma prova brilhante de amor de Deus por nós: quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós”.

“É a Experiência de amor e do Amor que nos faz homens e mulheres novos. Um encontro pessoal com Cristo temos toda hora, inúmeros. A pergunta é: esse encontro me fez pessoa nova? Mudou a minha vida? Me fez testemunha e profeta?” (D. Azcona)

Fale com a Comunidade Epifania