Vaticano abre as portas para uma colônia de férias

Uma colônia de férias dentro dos muros do Vaticano. Um mês de brincadeiras, partidas de tênis, de futebol e de basquete, piscina, brinquedos infláveis, desafios de ping-pong dentro da Sala Paulo VI, mas também visitas guiadas pelos Jardins do Vaticano. O Papa Francisco pensou nas mães que trabalham, nas famílias dos dependentes da Santa Sé e dispôs que o Governatorato organize uma verdadeira colônia de férias animada pela comunidade dos Salesianos do Vaticano.

Número limitado para atender medidas anti-Covid

Por causa da Covid-19, o número será mais limitado se comparado ao projeto inicial, já que poderão se inscrever somente 100 crianças e adolescentes nas seguintes faixas etárias: dos 5 aos 7 anos, dos 8 aos 10, e dos 11 aos 14. O salesiano Franco Fontana, capelão da Gendarmaria e dos Museus Vaticanos, explica que o projeto “Verão Crianças” nasceu como uma iniciativa do Governatorato da Cidade do Vaticano “para responder às exigências dos pais e mães que trabalham aqui. Nunca como neste ano, depois de meses em que as famílias foram obrigadas a ficar em casa, os pais terão a exigência de confiar seus filhos a pessoas de confiança que saibam dar esperança, entusiasmo e educar em segurança os seus filhos”.

Junto aos salesianos, a colônia de férias será organizada pela associação “Todos em uma festa”, que já anima atividades do gênero em Roma. O projeto vai ser realizado dentro da Cidade do Vaticano “em espaços dedicados e equipados. Foram identificadas várias áreas onde as crianças vão poder socializar, praticar esporte ao ar livre, jogar sem renunciar às atividades educativas típicas de um oratório”. A grande aula das audiências, por exemplo, vai ser “ocupada” pelas crianças, se transformando num espaço de encontro, oração e socialização, já que não estará sendo utilizada naquelas semanas.

O representante da associação, Pasquale Acunzo, conta que o primeiro objetivo é redescobrir entre eles “a beleza de estar juntos, de brincar em grupo – mesmo a um metro de distância -, de partilhar paixões, emoções e sorrisos. Uma experiência onde todos participam e onde os menores poderão aprender com os maiores”.

O exemplo que vem do esporte

O tema escolhido para este ano será “Felicidade e Bem-Aventuranças”: foi identificado um percurso educativo pedagógico que se coloca sobre uma história vencedora que aconteceu no mundo do esporte para falar da importância da verdadeira felicidade como objetivo e estilo de vida de cada um em qualquer idade. A iniciativa será conduzida pelos educadores com experiência no esporte e na animação, “certos de que a ideia possa dar às crianças uma possibilidade esplêndida para viver juntos e redescobrir a beleza da vida comunitária, que é a própria experiência de ser Igreja, onde cada um pode se sentir acolhido e aprender a acolher o outro”.

Na carta do secretário-geral do Governatorato, dom Fernando Vérgez, a importância de realizar as atividades no Vaticano onde “poderemos realizar um fragmento daquela Igreja que ajuda as famílias, cuida das crianças e ajuda a encontrar o Senhor num tempo favorável”.

Colônia de férias é em julho

A colônia de férias no Vaticano acontece de 6 a 31 de julho, com início às 7h30 e término às 18h (sendo que de sexta-feira está previsto um horário reduzido, isto é, até às 14h). Um programa detalhado deverá guiar a jornada das crianças e adolescentes, dividida entre momentos de socialização, brincadeiras, esporte e momentos de oração.

Atenção especial será dedicada às medidas para a emergência da Covid-19 dentro da colônia de férias. Os organizadores explicam que estão trabalhando “para implementar todas as indicações contidas nas diretrizes do governo italiano. O objetivo é oferecer ação para garantir a segurança das crianças e da equipe: dispositivos de segurança, distanciamento, aferição da temperatura, máscaras, álcool-gel, higienização dos ambientes e dos equipamentos, junto à formação dos animadores e à sensibilização das crianças. Essas atenções irão permitir que as várias fases do projeto sejam administradas em total segurança”.

Fonte: Vaticano News

Verifique também

Togo recebe ajudas do Fundo Covid-19 instituído pelo Papa Francisco

O isolamento decretado pelas autoridades do governo para conter a pandemia de Covid-19 também teve …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *