Público retorna à Praça de São Pedro e papa pede defesa do meio ambiente

Francisco apresentou a mensagem via internet de sua biblioteca, enquanto o público que estava na praça assistia em telas grandes, e depois ele foi à janela para a bênção silenciosa. Nos últimos três meses, o papa abençoou uma praça vazia.

Domingo foi o quinto aniversário de sua encíclica Laudato Si’ sobre os cuidados com o meio ambiente, na qual o papa pediu a redução de combustíveis fósseis e apoiou o consenso científico majoritário de que a atividade humana é parcialmente responsável pelo aquecimento global.

Francisco Pediu  aos católicos para refletirem sobre o meio ambiente pelos próximos doze meses, como eles podem protegê-lo melhor e como ajudar os mais vulneráveis diante dos efeitos das mudanças climáticas.

Ele também enviou saudações especiais aos católicos na China continental no dia em que comemoram um dia de festa religiosa nacional.

Os católicos na China estão emergindo de mais de meio século de cisão que os deixou divididos entre uma Igreja “oficial” apoiada pelo Estado e uma Igreja “não oficial” leal a Roma.

Em 2018, a Santa Sé e Pequim assinaram um pacto histórico sobre a nomeação de bispos, o que significa que todos os bispos reconheceram a autoridade do papa.

Mas houve contratempos. Em junho, o Vaticano pediu a Pequim que parasse de intimidar o clero que se recusa a assinar um registro oficial do governo.

O acordo, que deve ser renovado em setembro, dividiu católicos na China e em todo o mundo, com alguns críticos dizendo que o papa cedeu ao governo comunista.

Verifique também

Meios de Comunicação para construir pontes

O Papa Francisco enviou mensagem à Conferência Católica dos Meios de Comunicação 2020 dos Estados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *