Governo chileno convoca reunião inter-religiosa para enfrentar emergência de saúde

Realizou-se no Palácio de La Moneda, em Santiago do Chile, no último dia 23/04, o primeiro encontro inter-religioso para decidir medidas e ações comuns entre o Executivo e as confissões religiosas a fim de enfrentar a pandemia de Covid-19.

A reunião, liderada pelo secretário-geral da Presidência, Philip Ward, contou com a presença de representantes da Igreja Católica, os bispos Celestino Aós e Juan Ignacio González, mas também de evangélicos, judeus, muçulmanos, adventistas, membros da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e da Igreja de Fé Bahai.

Tratou-se de uma reunião muito importante”, sublinhou o ministro, num momento marcado pela emergência de saúde gerada pela pandemia de Covid-19 no país.Faz-se apelo à unidade, visto que há “um pedido constante de abertura de espaços de diálogo”, sendo “necessária uma total transversalidade”, sabendo que todos estamos na mesma situação nesta crise. Segundo o ministro, a Secretaria Geral da Presidência (Segpres) e o Escritório Nacional de Assuntos Religiosos farão os trâmites nas decisões a serem tomadas entre o Governo e as confissões religiosas.

Ward ouviu as preocupações expressas pelos participantes e os agradeceu em nome do presidente, pelo apoio dado às medidas adotadas a fim de manter um espaço de diálogo. Ele anunciou um “Dia de oração e reflexão para o Chile”, cuja data será comunicada em breve.

O fato de termos sido convocados é um motivo de grande alegria”, disse o bispo de San Bernardo, dom Juan Ignacio González, e testemunha o bom senso das autoridades, “porque o trabalho realizado pela Igreja Católica e outras confissões religiosas é o de estar ao lado das pessoas que sofrem”.

Na ocasião, dom Gonzalez reiterou que a Igreja continuará doando “alimento, aquecimento e alojamento a todas as pessoas que precisam”, colocando à disposição do Governo suas estruturas e meios. “O essencial é estar juntos em oração, em comunhão, como filhos do mesmo Deus e pedir a Ele que vejamos com sabedoria o que está nos ensinando este acontecimento”, afirmou.

Depois de agradecer a convocação do encontro, o prelado assegurou às autoridades a proximidade da Igreja Católica, sua oração e seu fervoroso desejo de ajudar em tudo o que for necessário.

Vatican News

Verifique também

Meios de Comunicação para construir pontes

O Papa Francisco enviou mensagem à Conferência Católica dos Meios de Comunicação 2020 dos Estados …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *