A mulher que criou 12 filhos vendendo peixe pelo WhatsApp

Raquel Suárez é mãe de 12 filhos. O marido dela, Jesús, vendia peixes, mas em 2010 uma senhora galega lhe deu um duro golpe: encomendou um grande valor em mercadorias e não lhe pagou. Aquilo foi o bastante para levar a família à ruína financeira.

Raquel, que até então havia se dedicado apenas às tarefas do lar, se viu com 12 bocas para alimentar e um marido de 46 anos afundado na depressão. “Fomos ao médico porque eu cheguei a temer que ele sofresse um infarto e morresse”, disse a mulher, que vive em Madri, na Espanha.

Aquela situação fez com que a mulher tirasse forças de onde ela nem imaginava. “Tínhamos duas opções: ou amargávamos na vida ou pensávamos no que poderíamos fazer para sair daquela situação”, revela.

Confiança

No bairro Las Ventas, onde a família mora, em Madri, a família era conhecida. “Como Jesús conhecia bem o setor – e como o WhatsApp estava crescendo – pensamos em vender peixe para nossa família e amigos através do aplicativo”, contou Raquel.

E assim fizeram… Primeiro foram as amigas que encomendaram. De dois passaram a quatro clientes… Depois a dezenas. “Graças à confiança que as pessoa tinham em nós, as vendas pelo aplicativo cresceram”.

 

“Ter uma família grande é maravilhoso”

“Tem gente que diz coisas terríveis quando sabe que eu tenho 12 filhos, mas eu nem ligo. Quando Jesús e eu nos casamos, não planejamos ter 12 filhos. Mas somos fiéis e nunca usei métodos para evitar filho”.

Raquel é extrovertida, simpática, corajosa e jovial. Agora, tem 52 anos e Jesús, 56. “Jesús é o especialista, aquele que faz as compras e a entrega. Eu me encarrego de atender os clientes pelo WhatsApp”, conta a empresária.

A família vive em uma casa com 100 metros quadrados e sonha em viver no campo. Na residência, só há um banheiro. Os banhos são organizados em horários distintos. Os filhos dividem os quartos.

Um filhos com deficiência

A filha mais velha da família tem 28 anos e se tornou Filha de Caridade de São Vicente de Paulo. A segunda é jornalista, gerencia as redes sociais da pequena empresa da família e vive sozinha. Já os outros 10 filhos moram juntos. Entre eles, Juanito, que tem uma deficiência.

Raquel acredita que há muita gente boa no mundo. E ela gosta de contribuir com a sociedade. Tanto que criou um grupo no WhatsApp em que compartilha as ofertas que emprego que podem servir a alguém do seu bairro.

“Os filhos nos dão força”

Seus filhos são seu motor: “Não troco por nada esse amor que se respira em uma família. É isso que me dá força todos os dias”, revela Raquel.

Agora, acabou de chegar um WhatsApp dela e vejo que, antes de passar os preços do pescado e da carne, ela inclui o provérbio: “Quem não tem dinheiro não tem crédito, quem não tem filhos não tem força”.

E não é?

Fonte – pt.aleteia.org

Verifique também

Togo recebe ajudas do Fundo Covid-19 instituído pelo Papa Francisco

O isolamento decretado pelas autoridades do governo para conter a pandemia de Covid-19 também teve …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *