Orientações para entrega de doações aos atingidos pelas chuvas

Diante do pedido do arcebispo Dom Dario Campos,  para que todas as paróquias da Arquidiocese sejam pontos de arrecadação de doações para os atingidos pelas chuvas no Sul do Espírito Santo,  Padre Kelder José Brandão Figueira, vigário Episcopal para Ação Social, Política e Ecumênica, divulgou uma circular orientando sobre a entrega das doações.

Leia a circular na íntegra

Vitória, 21 de janeiro de 2020
Aos
Padres, Diáconos Permanentes, Conselheiros, Coordenadores das Pastorais Sociais, Movimentos Eclesiais e demais Forças Vivas da Arquidiocese de Vitória-ES.
Solidário com as vítimas das enchentes que destruíram vidas, memórias, história e bens materiais nos últimos dias, nosso Arcebispo Dom Dario Campos, orientou que todas as paróquias da Arquidiocese se coloquem à disposição e organizem campanhas para ajudar as vítimas desta tragédia.
Em contato com a Diocese de Cachoeiro e tendo como experiência outras campanhas organizadas pela Arquidiocese, o Vicariato sugere que as Comunidades, Paróquias, Movimentos e Pastorais façam a arrecadação, e as Áreas Pastorais centralizem as arrecadações em um espaço comum e providenciem a entrega nas paróquias atingidas. Sugerimos também, que arrecadação seja coordenada por uma equipe paroquial, orientada pelo pároco, com a participação dos diáconos permanentes e coordenadores da Pastorais Sociais e Movimentos. O Instituto Sincades colocou dois caminhões à disposição da Arquidiocese para fazer as entregas nas Paróquias e Comunidades atingidas. A Cáritas Diocesana de Cachoeiro fez um levantamento dos produtos emergenciais:
Água potável
Material de limpeza
Produtos para higiene pessoal
Fraldas geriátricas e infantis
Analgésicos
Alimentos já prontos (Estão impossibilitados de cozinhar)
Descartáveis (Copos, marmitex, pratos, garfos, colheres…)

Precisamos ter clareza que essa campanha não pode ser pontual. Vamos ter que continuar mobilizados para ajudar na reconstrução das vidas e das cidades devastadas e isso só será possível ao longo dos anos.
Contando com as orações, participação e o empenho de toda Arquidiocese, vamos nos unir nesse momento recordando as palavras do nosso profeta Dom João Batista, diante da tragédia causada pela enchente de 1979, na Catedral Metropolitana: “Só o povo salva o povo”.
Padre Kelder José Brandão Figueira
Vigário Episcopal para Ação Social, Política e Ecumênica

Verifique também

Ajuda para os atingidos pelas chuvas no Sul do Estado

Nossos irmãos do Sul do Espírito Santo necessitam de nossa ajuda material e espiritual e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *