Jovem que enviava mensagens para seu falecido mentor recebe resposta emocionante

No dia 23 de outubro de 2015, Chastity Patterson perdeu Jason Ligons, seu melhor amigo. Embora a diferença de idade entre os dois fosse grande – ela tinha 19 e ele 36 anos – a amizade se estabeleceu com grande cumplicidade e ela – assim como inúmeros outros jovens de sua comunidade que o tinham como exemplo de figura paterna – o chamavam carinhosamente de “pai”.

“Ele nunca perdeu uma apresentação de dança da escola, baile de formatura, competições esportivas e SIM, ele me deva sermões e me cobrava boas atitudes. Eu tive que apresentar meus namorados para ele (e pedir sua permissão para namorar), e ele agia como um pai de verdade e nos aconselhava. Chorei com ele, contei tudo a meu respeito e até me tornei muito independente, porque ele me amou por muito tempo e soube mostrar como é a verdadeira felicidade”, escreveu ela em uma rede social após sua história viralizar na internet.

Desde que Jason faleceu em decorrência de um acidente de trânsito na cidade em que viviam – Newport, no Arkansas (EUA) – Chastity acalentava sua saudade enviando mensagens diariamente ao número de celular do amigo contando sobre sua rotina e desabafando sobre seus problemas.

No fim de outubro, porém, a garota foi pega de surpresa. Às vésperas do aniversário de quatro anos da morte de Jason, Chastity enviou uma mensagem mais longa que o normal, resumindo um pouco de tudo o que aconteceu desde a partida do amigo.

No texto, ela explicou que vencera a batalha contra o câncer, que havia se formado na faculdade com honrarias, que teve o coração partido, mas que já havia se apaixonado novamente. “Faz quatro anos que eu te perdi, e não há um só dia que eu não sinta sua falta”, escreveu num dos trechos. E, em seguida, completou: “eu só queria dizer que te amo, e realmente sinto sua falta.”

O que Chastity porém, não imaginava é que, ao longo dos anos, suas mensagens eram lidas e guardadas pelo desconhecido Brad. Ele nunca conheceu a garota e nem seu melhor amigo, mas foi envolvido na linda história dos dois ao adquirir um chip para celular com o antigo número de Jason.

Naquele dia, Brad decidiu romper o silêncio e também abriu seu coração com a seguinte mensagem:

“Oi querida! Eu não sou o seu pai. Mas eu tenho recebido todas as suas mensagens nos últimos quatro anos. Eu fico ansioso por suas mensagens pela manhã e também pelas mensagens de boa noite. Meu nome é Brad e eu perdi minha filha em um acidente de carro em agosto de 2014. Suas mensagens têm me mantido vivo. Quando você me manda uma mensagem, eu sei que é uma mensagem de Deus”.

No texto ele relata ainda que queria muito ter entrado em contato antes, mas que tinha medo de decepcioná-la, que acompanhou seu amadurecimento ao longo dos anos e queria que a filha pudesse ter se tornado uma mulher extraordinária como Chastity.

E concluiu: “Obrigado por suas mensagens diárias. Você me lembrou de que Deus existe e de que não é culpa dele que a minha garotinha se foi. Ele me deu a você, meu pequeno anjo e eu sabia que esse dia ia chegar. Tudo vai ficar bem. Faça brilhar a luz que Deus te deu. Sinto muito que você tenha passado por isso, mas, se ajuda dizer isso, tenho muito orgulho de você”.

Emocionada com a resposta, a jovem então criou a postagem que dias depois somaria milhares de curtidas e compartilhamentos por internautas de todo o mundo. Acima da imagem que reproduziu a troca de mensagens entre ela e Brad, Chastity escreveu: “Hoje eu tive certeza de que meu papai está em paz e que tudo vai ficar bem”.

Fonte: pt.aleteia.org

Verifique também

Advento: 8 formas para viver bem este tempo litúrgico

Faltando pouco tempo para celebrar o Natal, com as decorações e a compra de presentes, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *